O governador Tarso Genro ficou com o Mensalão

Publicado: 18 de novembro de 2013 em Uncategorized
Tags:, , ,
Tarso, sobre condenação de Genoino: “Seus torturadores continuam aí, sorridentes”

Ex-ministro da Justiça, Tarso Genro não poupa críticas ao STF no caso do mensalão
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Em texto publicado na internet, governador gaúcho critica STF e “grande mídia” por desfecho do mensalão
O governador Tarso Genro saiu em defesa dos petistas José Dirceu e José Genoino, presos pelo envolvimento no mensalão, em texto publicado no portal Carta Maior, no sábado.
Em tom crítico, o ex-ministro da Justiça do governo Lula classificou a prisão de Genoino como uma “segunda tortura”, disse que Dirceu foi condenado “sem provas” e acusou a “grande mídia” de ser “arrogante” ao “julgar por antecipação, exigir condenações sem provas e tutelar a instituições através do controle e da manipulação da informação”.
O artigo já repercute nos principais jornais do país. Procurada por ZH, a assessoria de imprensa do governador informou que “tudo o que Tarso tinha para falar sobre o episódio está no texto” e que ele não daria entrevistas sobre o assunto, apesar da repercussão.
Ao escrever sobre Genoino, Tarso relatou ter militado ao seu lado durante 20 anos: “Depois nos separamos por razões políticas e ideológicas, internamente ao Partido. É um homem honesto, de vida modesta e honrada, que sempre lutou por seus ideais com dignidade e ardor, arriscando a própria vida, em momentos muito duros da nossa História.”
Para o ex-ministro, Genoino “só foi condenado porque era presidente do PT” à época do mensalão. Tarso também lembrou do passado do companheiro petista e falou sobre as dificuldades enfrentadas durante a ditadura militar, destacando que o STF condenou Genoino mas segue dando abrigo a torturadores:
“José Genoíno foi brutalmente torturado na época da ditadura e seus torturadores continuam aí, sorridentes, impunes e desafiantes, sem qualquer ameaça real de responderem, na democracia, pelo que fizeram nos porões do regime de arbítrio, abrigados até agora por decisões deste mesmo Tribunal que condena sem provas militantes do PT.”
A respeito de Dirceu, com quem sempre teve divergências, o governador gaúcho também demonstrou descontentamento e acusou o STF de condená-lo sem provas, sob pressão da “grande mídia”, que, segundo ele, “tritura indivíduos”:
“Militei sempre em campos opostos a José Dirceu em nosso Partido e, em termos pessoais, conheço-o muito pouco, mas não hesito em dizer que foi condenado sem provas, por razões eminentemente políticas, como reconhecem insuspeitos juristas, que sequer tem simpatias por ele ou pelo PT.”
Leia o texto na íntegra, no http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/A-segunda-tortura-de-Jose-Genoino/4/29560.

comentários
  1. JOSE CARLOS disse:

    PERDEU OPORTUNIDADE DE FICAR CALADO, NÃO ESPERAVA ESTA DECLARAÇÃO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s